Faculdade Senac Pernambuco

Notícias

Ensino remoto: índice geral de satisfação dos alunos é de mais de 90%

22 julho, 2020

Devido à necessidade de isolamento social por causa da pandemia da covid-19, o ensino remoto foi a alternativa adotada pela FacSenac e por diversas instituições de ensino para dar continuidade ao calendário acadêmico. A metodologia obteve índice geral de satisfação de 91,4% na avaliação realizada com os alunos que estão tendo aulas através dos recursos do Google for Education, entre eles o Classroom e o Google Meet, e outras ferramentas digitais de informação e comunicação.

Márcia Cabral revê as aulas quando precisa estudar mais

O percentual é resultado de uma pesquisa feita com os estudantes dos cursos superiores de Gastronomia, Design de Moda, Estética e Cosmética, Administração, Gestão Comercial, Gestão de Recursos Humanos e Análise e Desenvolvimento de Sistemas, das três unidades da instituição: Recife, Caruaru e Petrolina, além dos alunos de pós-graduação. Atualmente, 40 turmas de graduação e sete de pós-graduação estão dando continuidade ao processo de ensino-aprendizagem por meio de aulas à distância. Do total de alunos destas turmas, 68,43% responderam às perguntas.

Metodologia, aprendizagem, relacionamento com os docentes, engajamento e comunicação foram alguns dos indicadores avaliados através de questionários respondidos na primeira semana de junho. Na avaliação geral, o critério com melhor desempenho foi metodologia (97%), seguido de relacionamento com docentes (96%), engajamento (92%), aprendizagem (89%) e comunicação (83%).

A FacSenac adotou o ensino remoto em 16 de abril, após período de férias, e o corpo docente já estava qualificado para o uso destas ferramentas, pois o Modelo Pedagógico Senac, adotado para cursos livres, passando pela qualificação profissional e até o Ensino Superior, prevê um ensino flexível através do uso da sala de aula invertida – com postagens na sala de aula Google, e outros meios. “Os bons índices são consequência de um trabalho coletivo que a instituição vem realizando neste momento atípico que estamos vivendo e é um sinal de que estamos no caminho certo, oferecendo conhecimento com a mesma qualidade de sempre, por meio de diversos instrumentos para ensinar e aprender”, comenta o diretor da FacSenac, Carlos Calado.

Novos conhecimentos – Márcia Cabral é uma das alunas do curso de Estética e Cosmética da unidade do Recife que tem aprovado a metodologia. Aos 52 anos e fazendo sua primeira graduação, ela sentiu uma certa dificuldade com a tecnologia porque “nunca gostou muito”, mas, com o apoio das filhas, conseguiu aprender a usar as ferramentas e aponta muitas vantagens no modelo atual. “Foi um processo que a gente não esperava, mas só veio a somar. Aprendi a mexer com tecnologia e a usar o computador; ganhei mais qualidade de vida, porque não preciso sair de casa tão cedo para ir para a faculdade e ainda tenho a vantagem de assistir à aula ao vivo, todos os dias, e depois posso rever as aulas que ficam gravadas”, comentou a aluna que mora no município do Paulista, na Região Metropolitana do Recife.

Para Erick Xavier, aluno da graduação em Gestão de Recursos Humanos na unidade vinculada de Caruaru, de 19 anos, o ensino remoto foi uma boa surpresa. “Não é a mesma coisa de EAD, como eu pensei. A gente tem a interação ao vivo, tem mais contato, participação e dá para aproveitar mais. Os professores estão sempre dispostos a nos ajudar”, disse.

Portaria – A implantação das aulas remotas foi autorizada pelo Ministério da Educação (MEC) por meio da Portaria n.343, de 17 de março de 2020, e mais recentemente, pela Portaria n.544 de 16 de junho de 2020, para as Instituições de Ensino Superior (IES).