Mostra de Extensão reúne boleiros de Pernambuco e do Ceará

Esta postagem foi publicada em 28 de novembro de 2018

Alunos do quarto módulo do curso de Gastronomia da Faculdade Senac realizaram nesta terça-feira (27), dentro da XX Mostra de Extensão da Faculdade Senac, a mesa redonda “Arte, Tradição e Cultura das Boleiras”, no auditório Roberto Régnier, e a “XV Mostra da Arte da Confeitaria Pernambucana e Ateliers de Bolos”, no hall da lanchonete-escola, no Recife. Sob coordenação da professora Cristianne Barros, o evento reuniu boleiras e grandes nomes da confeitaria pernambucana e cearense.

A mesa redonda contou com a participação de Mário Wanderley, André Bispo, Cássia Pereira, Rúbia Sales, Marilza Pessoa e Mimosa Pessoa (CE), a professora Cristianne Barros e o coordenador do curso de Gastronomia Francisco Rebelo. Na ocasião, Cada um contou um pouco da sua trajetória, como foi o início e deu dicas sobre como atuar no mercado de confeitaria.

A renomada Marilza Pessoa, referência em bolos de festas em Fortaleza (CE), encerrou as apresentações, falando da sua experiência e de como sempre “aprendeu a fazer sozinha”, tudo. Com mais de 40 anos de trabalho, ela conta que o segredo de uma boa confeiteira é entender o cliente, entrar no sonho dele. “Tem pessoas que não sabem o que querem e a gente nem sempre tem inspiração. Então, temos que buscar informações sobre a festa, os detalhes da decoração, etc”.

Na XV Mostra da Arte da Confeitaria Pernambucana e Ateliers de Bolos, os alunos expuseram bolos e realizaram degustação junto com às boleiras homenageadas de cada grupo. A professora e coordenadora da exposição de confeitaria, Cristianne Barros, explicou que a mostra homenageou boleiras pernambucanas, e os alunos puderam vivenciar um pouco do dia a dia delas. “Foi uma experiência para conhecer suas histórias e a importância do bolo de noiva, bem como, resgatar o glacê mármore, que vem sendo substituído pela pasta americana. “Eles aprenderam a fazer e montar um bolo de noiva e as técnicas utilizadas. Enfim, tiveram um aprendizado na teoria e na prática, mantendo viva a cultura do bolo de noiva no estado de Pernambuco”.

Para o estudante de Gastronomia Cláudio Queiroz, participar deste projeto foi uma grande experiência, tanto para ele, quanto seus colegas, principalmente por ser uma equipe formada por homens, que não sabiam fazer bolos com estas técnicas. “Com as aulas teóricas e práticas, aprendemos o que há de melhor na confeitaria. A nossa professora Cristianne Barros passou tudo isso para a gente com muita sensibilidade e criatividade. O que fez com que a gente se dedicasse e passasse a ter o mesmo amor, que ela também tem, pela confeitaria”. A equipe de Cláudio trabalhou com o tema Bolos do Sertão com a ajuda da boleira Sheila Coutinho, que os levou a fazer um bolo inspirado nas xilogravuras de J. Borges.


Por: Luciana Torreão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *