Petrolina recebe alunos do curso de Gastronomia em visita técnica

Esta postagem foi publicada em 5 de julho de 2019

Alunos do curso de Gastronomia da faculdade Senac realizam visita técnica em Petrolina. Sob a orientação do professor Robson Lustosa, o grupo participou de almoço harmonizado com a Miolo e fez visitação à vinícola Santa Maria, da Rio Sol, além de conhecer restaurantes locais, o Bodódromo e a Feira da Areia Branca.

O aluno Rodrigo Janson diz que a viagem foi bem interessante, pois une teoria e prática do que viu em sala de aula, na disciplina de Enogastronomia. “A gente teve contato com um enólogo da própria Miolo, junto com o chef que elaborou os pratos, o que faz toda a diferença em uma viagem como essa. É uma oportunidade única de conhecer as vinícolas de perto, e entender como funcionam os processos de fabricação de um vinho, bem como o mercado local de vinhos e gastronomia. Não é toda instituição que proporciona esse tipo de atividade, e esse é o grande diferencial do Senac, ressalta, Rodrigo.

Harmonização – O almoço aconteceu no restaurante Duchef, com pratos assinados pelo chef Rafael Yamaguti, que já atuou no Senac Petrolina e é formado pelo Centro Universitário Senac São Paulo. A ação seguiu com harmonização de vinhos guiada pelo enólogo Rodrigo Fabian, do Grupo Miolo. Segundo Robson Lustosa, foram degustados pratos autorais numa fusão da culinária internacional com a cozinha sertaneja e vinhos da Miolo, produzidos no Sertão do São Francisco. “Foi feita uma sequência de harmonização de diferentes estilos de vinho, desde a entrada até a sobremesa. O chef e o enólogo possibilitaram uma variedade de entradas para experimentar com o primeiro vinho branco, um corte de Pinot Grigio e Riesling (vinho produzido na região da Campanha/RS): ceviche de tilápia, queijo coalho assado com mel, canudinho de cogumelos e bolinhos de bacalhau e macaxeira”, destaca.

Os pratos à base de carne vermelha foram escolhidos individualmente: medalhões de filés grelhados servidos com crosta de castanhas e baião de dois; carne de sol à parmegiana e carne de sol com salada de batatas. E foram harmonizados com vinho Syrah, produzido na região do Vale do São Francisco, com notas de ameixa seca, cacau e bergamota. Para a sobremesa, cocada quente com sorvete de baunilha, harmonizada com um vinho espumante Moscatel, também produzido no Vale do São Francisco. Este rótulo possui notas cítricas e de frutas tropicais se combinaram com a doçura e cremosidade da sobremesa.

Robson Lustosa detalha que, ao longo da degustação, o enólogo Rodrigo Fabian falou sobre a produção vitivinícola, destacando a produção da Miolo em diferentes contextos de terroir, comparando o potencial da região Sul com a região Nordeste. “Ele abordou também os tipos de vinhos, os métodos de vinificação e, por fim, os princípios de harmonização de vinhos com comida”.

Para Robson Lustosa, a atividade, como um todo, foi bem proveitosa, pois os alunos entendem de perto tudo o que foi visto em sala de aula. “Eles puderam entender como funciona o processo de vinificação, desde a colheita da uva, até a etapa final, da harmonização com pratos”,

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *